sábado, 17 de março de 2012

Canuto ressurge com a força de um grande ídolo




Dizem que os ídolos são eternos. E são. Dizem também que o brasileiro tem memória curta. Isto não pode ser confirmado em relação a Eduardo Canuto. Nesta semana, a exibição de Canuto no Maceió Shopping mostrou isto. Diferentes gerações reverenciaram o ídolo. Eduardo Canuto mostrou que faz parte das características de um ídolo o fato de superar o tempo. Já passaram doze anos que ele abandonou os ringues, onde a minha geração curtia cada luta, cada batalha e a determinação de um verdadeiro campeão. Eduardo Canuto construiu uma carreira de sucesso. Simples, emotivo, vencedor, atravessou cada dificuldade com a serenidade de um verdadeiro campeão. Seu momento de maior instabilidade foi a morte do pai, mas mesmo neste baque, ele buscou força, construiu sua determinação e sua força interior. Lutador referência chegou ao topo do seu esporte com títulos mundiais, recordes de público em ginásios e lutas memoráveis. Parou. Ingressou no serviço público com a mesma seriedade de quando era lutador. Venceu também neste ambiente. Não demorou a ingressar na política e mesmo sendo um ambiente diferente do seu perfil, Canuto manteve-se imune as denuncias, as descontinuidades e a falta de seriedade que muitos encaixam na característica política. Ídolo que é ídolo sempre surpreende. Aos 49 anos, Eduardo Canuto dá uma prova de como seu legado foi gigantesco. Ele foi desafiado e aceitou fazer um luta de despedida. Vimos outro lado do campeão. Lutou para diminuir o peso, lutou para reconquistar sua auto-estima, lutou para se readaptar a sua antiga rotina. Eduardo expõe um exemplo para todos nós. Indica o caminho para construir uma virada em busca da qualidade de vida através do esporte. Mostra para qualquer um de nós que é possível mirar o exemplo dele que praticamente aos 50 anos se readapta a uma situação e com determinação volta a encantar gerações. Independente do resultado da luta no dia 25 de maio, Eduardo Canuto é um exemplo, um vencedor, um ídolo a ser copiado, respeitado e valorizado. Ele é e sempre será um dos meus ídolos.

8 comentários:

  1. Prezado Marlon, concordo com cada palavra colocada. O seu texto é muito feliz e salutar por fazer uma justa homenagem ao grande desportista alagoano: Eduardo Canuto. Tenho muita sorte e alegria em trabalhar com pessoas admiráveis (e q por vezes são meus ídolos), o "Campeão" é uma delas. Forte abraço e parabéns pelo trabalho que vc desenvolve em prol do esporte alagoano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Andre Vajas , vindo de você é orgulho em dobro. Valeu ! parabéns é para você , que comanda a potência chamada Pajuçara sistema de Comunicação. Sucesso sempre!

      Excluir
  2. Marlon, muito boa a matéria.Posso dizer que o Eduardo é realmente esse cara que vc falou,pois acompanhei de perto sua trajetória de lutas e tive a grande oportunidade de conviver e treinar junto com ele.
    Parabéns Eduardo pela volta ao esporte, mostre a todos que dedicação é a chave do sucesso.
    Parabéns mais uma vez Marlon, vc a cada dia mostra como se faz um jornalismo sério e com respeito.
    Cap. Felipe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Felipe e obrigado por sempre acompanhar o blog.

      Excluir
  3. Parabéns Eduardo. O Marlon foi muito feliz colocando em palavras todo o sentimento que só quem te conhece de perto, sua histórias, lutas e conquistas de um verdadeiro campeão.

    Você é exemplo. Quando eu crescer quer ser igual a você.

    Grande abraço do seu fã.

    ResponderExcluir
  4. Fico feliz e agradecido pelo comentário do grande amigo Major Marlom em seu Blog, o que me deixa envaidecido, mas consciente da responsabilidade da decisão que tomei, aumentando-a ainda mais. Farei o possível para não decepcionar aos amigos e com a certeza que defenderei Alagoas com a mesma honra e dignidade de sempre.

    ResponderExcluir
  5. Irmão campeão,
    o major Marlon retratou uma situação verdadeira.
    Parabéns a ele. E a você por tudo o que você é.
    Abração e bola pra frente. Aliás, chute e socos pra frente para o Pinho ir para trás -e desabar.
    Canelinha da Sinimbu.

    ResponderExcluir
  6. Um post especial de um grande amigo e que tive a oportunidade de acompanhar desde as primeiras pancadas no ringue e escrito por outro grande amigo que a vida me proporcionou. Parabéns Eduardo Canuto. O post resume tudo que você significa para todos nós. Parabéns Marlon, a sua sensibilidade e o seu crescimento me fazem ter cada dia mais certeza de que você precisa vir o mais rápido possivel para o meio jornalistico

    ResponderExcluir