terça-feira, 31 de agosto de 2010

O técnico que só deixava comprar carro depois de ver a escritura


O técnico Jose Poy.




História contada por Muricy Ramalho em entrevista ao repórter Diógenes Campanha, da coluna Monica Bergamo, na edição de domingo da Folha de S. Paulo.



O Poy (José Poy, ex-goleiro do São Paulo e treinador de Muricy quando ele jogou no clube) era chato pra caramba. Queria que você comprasse um terreno ou uma casa antes de ter carro. E tinha que mostrar pra ele a escritura. O que os caras faziam? Eles deixavam o carro lá em cima, numa rua escondida, e desciam para o Morumbi a pé. E é longe, hein, meu?



Aí um dia, olha só que azar: o (jogador) Serginho Chulapa comprou um Fuscão. E andava com os braços de fora, óculos escuros, chapéu para trás. Tava na cidade, de farol vermelho, e quem parou ao lado dele? O Poy. Ele gritou: "Que que é isso? Amanhã, vai trazer as escrituras, senão vai vender a porcaria desse carro!

Um comentário:

  1. kkkkkk,imagina se é hj em dia .kkkkkkkkkkkk

    muito boa essa.

    ResponderExcluir