sábado, 6 de agosto de 2011

Entrevista super-especial com o atacante Junior Santos


O apelido é curioso.Goiabinha. Quando foi apresentado no CRB como um reforço para a disputa da Série B em 2007, não se imaginava que o atacante Junior Santos iria criar laços com o Estado de Alagoas. Pois foi assim. Passados alguns anos e após defender alguns clubes no Estado, Goiabinha agora brilha e mostra o seu futebol no outro lado do mundo, mais precisamente, na Coréia. Vivendo um excelente momento técnico e sendo, na atualidade, um dos principais jogadores brasileiros na Coréia, Junior Santos concedeu um entrevista super-especial ao meu Blog. Confira este papo curto especial.



Blog: Quem é o Junior Santos? Onde nasceu? Como veio parar no futebol Alagoano?Você gosta do apelido?


Jr Santos: Sou evangélico, brincalhão, feliz. Casado. Pai de um menina de dez meses e muito apaixonado pela minha esposa que conheci em Alagoas, na cidade de Boca da Mata. Sou baiano de Mortugaba.



Blog: Como veio parar no futebol Alagoano?
Jr. Santos: Trabalhei com um empresário chamado Heleno Lourenço, que trabalhava com o Gustavo Feijó.Depois disputei uma Taça São Paulo pelo CRB e acabei ntegrando o grupo de profissionais



Blog: Você gosta do apelido?


Jr Santos: Gosto sim. Esse é meu apelido. Veio de infância desde os meus oito anos de idade, depois que me compararam com um diretor Goiabinha do SBT. No começo não gostei! Ai ficou e pegou. Mas depois aceitei e hoje não me atrapalha.



JUNIOR SANTOS NÃO ESQUECE O SANTA RITA





Blog: O que significou para sua carreira, o futebol alagoano? Você tem boas lembranças?
Jr Santos: O futebol alagoano para mim significa muita coisa. Comecei no profissional ai em Alagoas, Meus amigos do futebol são daí.Wagner Quirino que também está no futebol coreano é daí. Meu melhor amigo e técnico que já trabalhei, Ubirajara Veiga, também fez carreira em Alagoas. Ele me ensinou a ser um bom cidadão. Por tudo isso, claro que tenho boas lembranças. Entre elas posso citar, jogar um clássico contra o CSA em 2006 com o Rei Pelé lotado, a campanha pelo Ipanema, Penedense e Santa Rita, onde conheci minha mulher, na ciade de Boca da Mata.





Blog: Qual equipe te marcou mais no futebol até hoje, e por quê?


Jr Santos: A que eu tenho mais saudade é o Santa Rita de 2007 quando subimos de divisão. Mas também tem o Penedense na 1ª Divisão.







Blog: A Coréia do Sul foi sua primeira oportunidade de atuar fora do país. Como foi a chegada no Jeju United
Jr Santos: É não dá pra esquecer a primeira oportunidade. A minha chegada foi muito difícil: desconfiança da comissão técnica, lesão três dias antes da estréia. Mas Jesus foi minha fortaleza, me honrou e pensei em não voltar depois da lesão.





Blog: Como foi a adaptação ao futebol Coreano? Qual a principal dificuldade na chegada?
Jr Santos: Foram três meses de dificuldade, mas tudo aconteceu muito rápido.O fato de alguns coreanos também falarem português, foi muito legal, me ajudou bastante. Mas dentro de campo foi mais difícil pois o futebol é muito corrido. Mas digo sem medo que a língua foi o que mais complicou.





Blog: E a rotina de treinos no clube, é muito diferente do Brasil? E já que o treinador é Coreano como é a comunicação?

Jr Santos: Muito diferente. Muito treino, nada de brincadeiras, nem rachão, nem sorrisos para descontrair o treino. Tudo é feito com muita seriedade. Atualmente é mais fácil. Já entendo um pouco de coreano e futebol é sempre a mesma coisa. Hoje está mais tranqüilo.





Blog: Dentro de campo, o que caracteriza o futebol coreano? Velocidade, Força, etc.?


Jr Santos: Muita correria do início ao fim, durante os noventa minutos. Sempre é o mesmo rendimento, do início ao fim do jogo. Também se respeita muito a visão tática do treinador.











Blog: Logo na sua primeira temporada, O Jeju que tinha ficado em penúltimo lugar no ano anterior, tornou-se a sensação do campeonato desbancando favoritos.Você já se consolidou como um dos responsáveis por tamanho feito, inclusive tornando-se Vice-campeão coreano em 2010? Qual a importância pessoal desse vice-campeonato para você?


Jr Santos: Fiquei muito feliz pelos resultados de 2010. Fomos longe! O Jeju sempre ficava do décimo para baixo. Mais uma vez digo: Jesus me honrou aqui e chegamos a final da K-League. Pessoalmente tudo foi uma conquista e provei que tenho capacidade de chegar mais longe. Agora com minha família por aqui estou ainda mais motivado, porque no passado, estava sozinho.





Blog: Como está a atual situação da equipe na Kleague 2011, e qual as expectativas da torcida e da diretoria para o resto da temporada?


Jr Santos: Estamos em 5º lugar na K-League. Já saimo da Asia Champions League. Temos boas chances de novamente classificarmos para a competição continental mais importante. A torcida está empolgada.





Blog: Recentemente você foi escolhido juntamente com o Eninho (Jeonbuk), para a seleção dos melhores do campeonato, o que significou para você?


Jr Santos: É muito gratificante para mim. No meu primeiro campeonato disputado ser eleito um dos melhores me deixou muito feliz. Agora a responsabilidade é maior, buscar manter a regularidade, continuar me apresentando bem e levar minha equipe para final.



Blog: O que costuma fazer nos tempos livres? O que a cidade oferece para os moradores de opções para lazer?Os brasileiros que atuam na coréia se encontram nas folgas?


Jr Santos: Não costumo sair por aqui.Fico mais lendo a Biblia, ouvindo louvores A cidade oferece para lazer, praias, museus e belas montanhas. Para falar com os brasileiros entramos em contato por telefone ou via internet.



Blog: O que mais você sente falta aí na Coréia?
Jr Santos: Logicamente é da família, da comida brasileira e da buchada que minha Avo faz.













Blog: Obrigado, mas a pergunta que sempre faço aos meus entrevistados, onde você deseja encerrar sua carreira? E deixe sua mensagem aos admiradores do seu futebol aqui em Alagoas e para os que não acreditaram também?
Jr Santos: Olha não me vejo parando de jogar no Brasil, Fora imagino atuar em um clube maior e com competições maiores, mas isso apenas Jesus sabe. Gostaria de deixar uma mensagem Deixo um grande abraço a todos que ajudaram e me apoiaram, principalmente nos momentos mais difíceis. E para os que não acreditaram em mim, o meu momento responde. Hoje estas pessoas pensam de outra forma em relação ao meu futebol

4 comentários:

  1. Arthur de Sousa Lira6 de agosto de 2011 10:38

    Parabéns Marlon por essa entrevista. Goiabinha é ídolo do Sport Club Penedense até hoje, que Deus o ilumine nessa trajetória no futebol Coreano.

    ResponderExcluir
  2. Olá:
    Sou de Mortugaba e conheço o "Goiabinha" desde garoto. Jogou em nossa equipe de Futsal e, como sempre, arrebentava com os adeversários.
    Foi muito bom encontrar esta entrevista com ele e saber que está tão bem.

    Parabéns!

    Quido

    ResponderExcluir
  3. Goiabinha levando o nome de Mortugaba pelo mundo

    Tiago David

    ResponderExcluir
  4. sou de mortugaba e estou feliz por vc, parabéns goiabinha pala sua conquista!!!

    ResponderExcluir